segunda-feira, 5 de novembro de 2012

"A Casa dos Espíritos" de Isabel Allende




Sinopse
 
O relato da vida de Esteban Trueba, da mulher, dos filhos legítimos e naturais e dos netos percorre a quase totalidade do século XX formando uma dinastia de personagens à volta das quais a narrativa vai gravitando sem perder de vista os outros - mesmo depois de mortos. O temperamento colérico do fundador, a hipersensibilidade fantasista da sua mulher e a evolução social do país - que reflecte e pode muito bem simbolizar qualquer país latino-americano - tornam difíceis as relações familiares, marcadas pelo drama e a extravagância, e conduzem a um final surpreendente e cruel, que deixa no entanto aberto o caminho de uma trabalhosa reconciliação. No panorama da literatura hispano-americana, nenhum nome de mulher tinha conseguido até agora ocupar um lugar cimeiro. Faltava pois uma romancista. A impecável desenvoltura estilística, a lucidez histórica e social e a coerência estética, patentes em A Casa dos Espíritos, fazem do primeiro romance de Isabel Allende uma obra magistral, um livro inesquecível.

2 comentários:

Arte de Bem Receber disse...

Apesar de ser uma das minhas autoras preferidas e este ser o seu primeiro romance que se tornou best-seller, fiquei bastante desiludida, este não me prendeu tanto.

Adenat Bano disse...

Li e reli o livro várias vezes. Adorei a escrita e o fato da história envolver várias gerações.